terça-feira, 4 de julho de 2017

Reencarnação seletiva





A lua cheia com seu brilho de prata lá no alto do céu iluminou a clareira donde estava uma aldeia indígena. Parecia que ela tinha olhar e com ele fixo na aldeia e nos índios ao redor da fogueira, era como se ela fosse à proteção deles. No escuro da mata que contornava a aldeia, aves noturnas com suas sonoridades se comunicavam indiferentes aos índios, que, confabulavam aquecidos pelo calor da fogueira já quase em brasas fumegantes. Aqueles índios de selvas tão distantes em seus modos rústicos de viver sem terem contato com a civilização ou com os “civilizados”, vivem conforme seus parcos recursos permitem. Vivem da pesca, da caça, e evoluíram até o aprender a plantar milho e mandioca. O nudismo parcial ou mesmo total deles é comum entre eles sem existir-lhes preconceitos. São poucas as opções para seus entretenimentos.  É um viver bem precário.

Contrasta muito com o viver dos civilizados. Estes têm a disposição tudo o que se possa imaginar sobre alimentação, sobre entretenimentos, sobre instrução, sobre a ciência tecnológica, que, sempre se atualizando, lhes facilita o viver sem ter muito empenho físico e exaustivo em seus trabalhos diários. E, lá na selva distante, nada disso existe para tornar mais fácil a vida dos indígenas. Eu, nesta idade que cheguei me critico por não saber quase nada da vida. Confesso ter inveja daqueles que sabem muito e estão sempre aptos a esclarecer as dúvidas dos outros. Por isso sempre preciso fazer perguntas para outros responderem e me esclarecerem. Quando penso na reencarnação, gostaria de saber como é lá no alto a escalação ou seleção para quem vai reencarnar. Existi alguma preparação espiritual para os espíritos reencarnarem? Ou eles retornam pra cá como foram pra lá?

Quem nasce índio é porque está na primeira encarnação? Se já não é a primeira, reencarnar como índio não seria involução? Coitados, o mundo deles é sempre simples, precário, limitado, sem progresso, modernidade... Enquanto o mundo dos civilizados... Até parece injustiça reencarnatória... Uns reencarnam no mato e muitos outros reencarnam na cidade (risos). Quem civilizado gostaria de se reencarnar como um índio da mata? Comparando-se com os índios, os civilizados até que vivem num paraíso. Mas, não todos. Atualmente muitos “civilizados” estão sendo crucificados pelo povo e pelos noticiários como sendo ladrões. Até parece que estou vendo Jesus falando para vários deputados e para alguns presidentes: Amanhã mesmo estarão comigo no paraíso. 

                                                                                        Altino Olimpio


  



Nenhum comentário: