domingo, 31 de janeiro de 2016

Chutômetro cósmico


As interpretações de observações astronômicas em 2014 indicaram que a idade do Universo é de 13,82 bilhões de anos. A idade oficial da terra aceita atualmente é de 4,5 bilhões de anos. O sol aparentemente está ativo por 4,6 bilhões de anos e tem combustível suficiente para continuar por aproximadamente mais cinco bilhões de anos. Essas idades foram estimadas por cientistas astronômicos e calculadas pelo Grande Computador Chutômetro. Acredita-se que essas idades astronômicas tiveram seus inícios no famoso Big Bang. É difícil imaginar o que “ou quem” acendeu o pavio que originou uma explosão ou uma expansão do nada que existia (risos) para se transformar no tudo que hoje existe.  Galáxias, estrelas, planetas e finalmente a vida. Ainda não consegui “engolir” essa teoria do Big Bang. Mas, quem sou eu pra duvidar? Se existiu esse tal de Big Bang que originou todo o Universo, supõe-se que antes dele nada havia, ou só o vazio existia. Há quem diga que antes Deus existia. Entretanto, sua existência só foi “religiosamente confirmada” bilhões de anos depois do Big Bang pelos seres humanos do planeta terra, “até quando eles existirem”. Atualmente existem várias “teorias científicas” sobre o Big Bang, sobre qual foi sua causa, sobre o que existia no nada que existia (risos) antes dele para causar-lhe existência, criando assim, o início da existência do Universo. Quanto mais eu lia sobre tais teorias, mais pensava que eram doidices.  Teoria do átomo primordial, teoria das cordas, teoria de universos paralelos e etc. A teoria do Big Bang (grande explosão) explica que o universo surgiu a partir de uma explosão primordial. Essa explosão ocorreu em função da grande concentração da massa e energia. Como essa massa e energia existiam antes do Big Bang nada se sabe (risos). O surgimento ou início do universo ainda é um mistério, talvez, para sempre. Mistério maior é o Dia do Juízo Final dos seres humanos. Seria no fim da existência da terra quando todos os seres humanos morrerem? Dizem que o sol antes de deixar de existir crescerá tanto que engolirá o nosso planeta. Conforme cálculo dos cientistas no Grande Computador Chutômetro, isso ocorrerá daqui há cerca de cinco bilhões de anos. Por falar em juízo, hoje é incontável o número de pessoas que o perderam aceitando hipóteses, idéias e teorias como sendo realidades.

                                                                                         Altino Olimpio