sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Impróprio para simplórios, moralistas, crédulos e fanáticos


Como teria sido a vida do primeiro homem na terra? Só podemos imaginá-lo com seus assombros, suas dúvidas e suas incertezas. Em suas caminhadas sem rumo ele deve ter encontrado a primeira mulher do mundo. Duas criaturas parecidas se encontrando foi a primeira coincidência humana. Ela olhando para o peito dele pensava “está faltando alguma coisa”. Ele, também, olhando para o peito dela deve ter pensando “tem coisa demais”. Ele, baixando o olhar e olhando entre as pernas dela pensou “está faltando alguma coisa”. Ela também baixando o olhar e olhando entre as pernas dele pensou “nossa, tem coisa demais”. Como não havia mais ninguém para explicar aquela diferença entre eles, eles não sabiam o porquê da diferença. Mas, sabiam que era por onde eles urinavam. Eles pensavam que aquelas “coisas” só serviam mesmo para urinar. Aprenderam que serviam para outra coisa quando viram bichos e animais se acasalarem. O cachorro com a cachorra, “o girafo com a girafa, o barato com a barata” e etc. Ao imitarem os bichos no unir daquelas duas coisas diferentes entre si, ele e ela descobriram o quanto era gostoso. Sim, eles perceberam pela primeira vez o maior prazer do mundo. Mas, ainda não sabiam da consequência. Logo a barriga dela começou a crescer, a inchar. Foi a primeira preocupação humana. E se a barriga não mais parasse de inchar o que de mal poderia acontecer? Como mais ninguém existia para explicar, aquele homem olhando para aquela grande barriga deve ter pensado: Será que aquilo que escapou daquilo dele dentro daquilo dela é que a fez inchar? Entretanto, com o nascer de um bebê a barriga da mulher voltou ao normal e ambos compreenderam a razão daquele inchaço. Uma criança, um filho... Isso foi o primeiro “crescei-vos e multiplicai-vos”. Quem já pensou sobre o que veio primeiro, se o ovo ou a galinha, também pode pensar sobre quem veio primeiro, se o homem ou o bebê. Claro que foi o homem. Conforme relatado num livro sagrado escrito por inspiração divina, ele foi feito por barro já grande como homem e sem ter sido bebê antes. Esse foi o primeiro milagre do mundo. Até aqui tivemos uma breve idéia de como, em parte, teria sido o primeiro homem do mundo. Sobre o último, ou últimos homens do mundo, ninguém conseguirá saber como serão eles, porque, todos estarão malucos devido ao massacre sofrido por tanta tecnologia e por lerem crônicas como esta (risos).                                                                                     

                                                                                            Altino Olimpio