quinta-feira, 27 de março de 2014

Evoluções do século vinte e um

Evoluções do século vinte e um

A maior parte dos problemas do ser humano decorre de sua incapacidade de ficar calado. BLAISE PASCAL

E assim é o ser humano: tão vazio que se preenche com qualquer coisa, por mais insignificante que seja. BLAISE PASCAL

O eterno homem tem a mania de dizer “eu sou isso, sou aquilo”, até que a morte lhe retire todo o seu “eu sou”. Daí ele passa a ser o que era antes de ser, nada.

Alguns acreditam que depois de morrer continuarão a ser o que e como eram em vida, com suas personalidades, com suas aparências, com suas consciências, com suas crenças, com os seus pensamentos e etc. Então, onde ficam depois da morte deve ser bem horrível para se existir. É só por isso que tenho medo de morrer.

Existem aqueles que nunca morreram, mas, estão convictos que continuarão a existir mesmo sem ainda existir suas mortes para comprovar essa durabilidade eterna.

Muitos que sempre foram pobres nesta vida, pela lei da compensação, na próxima vida reencarnarão como ricos e os ricos renascerão sendo pobres. Eu fui muito rico na minha última reencarnação, a anterior a esta em que estou vivendo, por isso... Hoje sou pobre.

Os homens quando algo visível os coloca em perigo eles pedem proteção ao invisível.

A visão humana é muito fraca, pois, não consegue enxergar os chamados encostos que estão sempre a atormentar as pessoas, principalmente aquelas que não têm o corpo fechado.

Nas macumbas nunca descem espíritos vegetarianos e nem espíritos sem vícios, porque os que descem sempre são os carnívoros, os alcoólicos e os fumantes em busca de carne de galinha, de pinga e de charuto.

Será que o governo brasileiro orientou os centros de terreiro para que também recebam espíritos que falem castelhano para atender aos milhares de cubanos que vieram para o Brasil?

Falaram-me que os homens se enjoaram das mulheres e estas dos homens. Hoje casa-se homem com homem e mulher com mulher. Seria a natureza promovendo o controle populacional, já que, tem muita gente no mundo?

Lá no Supremo Tribunal Federal antes do carnaval seis ministros fizeram um carnaval danado, antecipado.

Acabou o carnaval e estamos em plena quaresma. Como antigamente (até parece) quarenta dias para abstinências.  Menos para a política que não se abstêm de muitos políticos bandidos e corruptos estando a pensar que somos palhaços de carnaval.

Logo vai chegar à semana santa do chocolate. Coelhinhos da Páscoa cada vez mais “botam” seus ovos com “clara” intenção de achocolatar o povo para a continuidade de suas dependências anuais.


                                                                                                             Altino Olimpio